Seguro Desemprego 2019

O seguro desemprego 2019 é um direito social do trabalhador e que ajuda muito quando o trabalhador fica desempregado. É um meio para o cidadão se sustentar enquanto encontra outro trabalho, contudo nos últimos anos o seguro desemprego sofreu algumas mudanças importantes. Confira abaixo as principais mudanças do seguro desemprego 2019, e como você pode solicitar o benefício.

Por causa dessas mudanças é importante o empregado ficar atento a essas novas mudanças de regras para não perder o benefício caso fique sem trabalho. Neste artigo vamos passar todas as informações necessárias para que consiga o seguro desemprego caso necessite.

Seguro Desemprego 2019
Seguro Desemprego 2019

O que é Seguro Desemprego?

O Seguro desemprego 2019 é um benefício trabalhista de assistência temporária para trabalhadores que tenham perdido o emprego, sem justa causa. Esse benefício é garantido pelo artigo 7º da constituição Federal de 1988, que estabelece o benefício “em caso de desemprego involuntário”.


Seguro Desemprego 2019

O seguro desemprego é uma ajuda para o trabalhador que fica desempregado e não tem como se sustentar a não ser com o seguro. É um direito social, uma assistência temporária até o trabalhador conseguir outro emprego.

Seguro Desemprego Caixa

Quem coordena o dinheiro para o pagamento do seguro desemprego ao trabalhador desempregado é o governo federal, através do dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador, mais conhecido como FAT.

Saiba também: Como fazer o Agendamento INSS 2019 para benefícios da Previdência Social.


Como funciona Seguro Desemprego 2019

Para receber o seguro desemprego o trabalhador tem que ter sido demitido da empresa e cumprir algumas regras. O empregado precisa entregar todos os documentos exigidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego para a liberação do seguro.

Para receber, o trabalhador precisa ter em mãos seus documentos pessoais e o cartão cidadão e pode sacar seu benefício em uma das agências da Caixa Econômica Federal, nas lotéricas ou em algum posto de atendimento do Caixa Aqui.


Novas Regras Seguro Desemprego 2019

Novas Regras do Seguro Desemprego 2019O governo federal fez algumas mudanças nas regras do seguro desemprego com o intuito de cortar custos e aumentar a arrecadação do contribuinte por causa da crise econômica. As novas regras saíram em 2015 para aprimoramento do seguro desemprego 2019.

Antes das novas regras e mudanças do seguro desemprego, o empregado que fosse despedido poderia pedir o seguro se tivesse seis meses de trabalho consecutivos. E antes também o trabalhador tinha que ir até uma agência do Ministério do Trabalho e enfrentar longas filas para requerer o seguro desemprego.

Depois da reforma do seguro desemprego, algumas regras mudaram. Em algumas cidades é possível o cidadão fazer o agendamento antecipado para requerer o seguro desemprego sem precisar enfrentar aquelas filas gigantes.

Com a mudança o trabalhador precisa agora trabalhar por no mínimo 12 meses para pedir o seguro desemprego pela primeira vez. Caso seja a segunda vez esse tempo diminui para 9 meses. Na terceira e mais vezes o trabalhador precisa trabalhar 6 meses no mínimo. Antes das novas regras, com 6 meses de trabalho o trabalhador já conseguia o seguro desemprego.


Quem tem direito Seguro Desemprego 2019

Quem direito ao seguro desempregoO seguro desemprego é um direito de todos os trabalhadores que cumpriram as novas regras aprovadas em 2015. Terão direito a receber o seguro desemprego 2019 os trabalhadores que:

  • Trabalhadores urbanos e domésticos com carteira assinada, demitidos sem justa causa;
  • Trabalhadores urbanos e domésticos com carteira assinada, com contrato de trabalho suspenso para participação em cursos de qualificação profissional, mesmo que oferecidos pelo empregador;
  • Pescadores profissionais durante o período de Seguro Defeso;
  • Trabalhadores resgatados de condições análogas a trabalho escravo.

Antes das novas regras, qualquer trabalhador despedido que trabalhasse no mínimo 6 meses tinha o direito de receber, hoje as regras estão um pouco diferentes de acordo com a lei 13.134 de 2015.

Para receber o seguro desemprego, o empregado também precisa cumprir algumas outras regras como não estar recebendo nenhum benefício previdenciário, ter no mínimo 12 meses de trabalho e remuneração ao pedir o seguro desemprego pela primeira vez.

O trabalhador também não pode estar recebendo nenhum outro tipo de seguro desemprego e nem mesmo ter outra renda que seja possível sustentar a família.


Parcelas Seguro Desemprego 2019

Com as novas regras do seguro desemprego, o número de parcelas também mudou e agora vai de acordo com o tempo trabalhado.

  • Para o trabalhador que esteve empregado durante 12 meses a 23 meses e está pedindo o benefício a primeira vez, o total de parcelas é 4.
  • Caso o trabalhador tenha 24 meses ou mais de trabalho e remuneração, ele receberá 5 parcelas do seguro.
  • Na segunda vez o trabalhador tem que ter no mínimo 9 meses de trabalho e vai receber 4 parcelas. Ele pode receber 5 parcelas se tiver 12 meses trabalhados.
  • Na terceira vez que o trabalhador pedir o seguro desemprego, ele recebe 3 parcelas e tem que ter trabalhado no mínimo durante 6 meses.
  • Caso tenha trabalhado 12 meses vai receber 4 parcelas. Se tiver trabalhado 24 meses ou mais vai receber 5 parcelas do seguro desemprego.

Cálculo Seguro Desemprego 2019

Cálculo Seguro Desemprego 2019Para definir o seguro desemprego de cada trabalhador, o governo federal definiu alguns critérios para ser um benefício justo, mas sem dificultar o orçamento do Estado.

Para calcular o valor que o cidadão irá receber como seguro desemprego é precisa saber o valor da soma dos 3 últimos salários do trabalhador, se o trabalhador já recebeu o seguro desemprego em alguma vez, quanto tempo ele recebeu o seguro e quantos meses ele trabalhou.

Após todos esses cálculos, os valores são somados e com a média do resultado é que se define um valor para o seguro desemprego e quanto serão as parcelas. Se o trabalhador começar a receber outro benefício, ele perde o seguro desemprego.


Consulta Seguro Desemprego 2019

Com o avanço da tecnologia, a consulta do seguro desemprego está muito mais fácil e rápida. O cidadão pode acessar o site da Caixa Econômica Federal através da página eletrônica https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01.

Consulta Seguro Desemprego 2019
Consulta Seguro Desemprego 2019

Logo em seguida o cidadão deverá preencher todos os dados exigidos pelo formulário online. O trabalhador deverá ter em mãos os seus dados pessoais e o seu número de inscrição social, o NIS. Logo depois o cidadão será já direcionado a sua consulta do seguro desemprego.


Valor do Seguro Desemprego 2019

Valor do Seguro Desemprego 2019O valor do seguro desemprego depende de algumas variáveis que foram citadas acima. O trabalhador precisa fazer alguns cálculos para achar o valor do seu seguro desemprego. O valor das parcelas depende do valor que o trabalhador recebia na empresa em que foi despedido.

Valor para empregado Formal

  • Valor mínimo do seguro desemprego 2019: R$ 954,00;
  • Valor máximo do seguro desemprego 2019: R$ 1643,72

Valor para para empregado doméstico

  • Valor do Benefício: R$ 954,00 (1 salário mínimo), em todos os casos.

Como receber o Seguro Desemprego 2019

O cidadão pode procurar se em seu Estado faz o agendamento Seguro Desemprego 2019 para requerer o benefício. Caso tenha, o trabalhador deverá entrar no endereço eletrônico e preencher todos os dados exigidos e ir até um posto do Ministério do Trabalho da sua cidade no dia e hora marcados para a solicitação.

Caso não tenha, o trabalhador pode ir direto a uma agência do Ministério do Trabalho da sua cidade, a um posto do SINE ou na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego. Em qualquer desses lugares o trabalhador pode dar entrada ao seguro desemprego caso tenha direito. O emprego demitido vai receber as parcelas em uma conta da Caixa.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Quem tem Direito ao Seguro Desemprego 2019

Conhecer e buscar os seus direitos como trabalhador é muito importante, e o seguro desemprego é um dos direitos que você deve obrigatoriamente ter em consideração, pois ele é um benefício bastante útil para qualquer trabalhador, desde o funcionário formal até ao empregado doméstico. Por isso, é necessário que você saiba quem tem direito ao seguro desemprego 2019, e acima de tudo, entender se você faz ou não parte do grupo dos que podem receber esse seguro.

Comece a perceber um pouco mais sobre esse benefício e descubra se você tem ou não direito a ele, já a seguir

Sendo um benefício pago pelo Governo Federal por meio dos recursos adquiridos pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o seguro desemprego está vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Por conta disso, é bastante comum ouvir por ai que o presidente modificou as leis que regem este benefício, já que por estar sobre tutela do Governo, é normal que ele esteja sujeito a alterações provenientes deste meio.

Quem tem Direito ao Seguro Desemprego 2019
Quem tem Direito ao Seguro Desemprego 2019

Atenção:


Como saber quem tem direito ao Seguro Desemprego 2019?

Quem direito ao seguro desempregoPara receber este benefício, você deve estar obrigatoriamente enquadrado nas exigências impostas pelo Ministério do Trabalho e Emprego para esse efeito.

Vale ressaltar que para ter direito ao Seguro Desemprego 2019, é importante que você, na qualidade de trabalhador, esteja enquadrado numa das cinco modalidades de trabalhadores habilitados ao seguro desemprego, sendo elas:

  • Seguro Desemprego Formal;
  • Seguro Desemprego Empregado doméstico;
  • Seguro Desemprego Pescador Artesanal;
  • Seguro Desemprego Empregado Resgatado;
  • Bolsa qualificação.

Veja quem tem direito a este benefício nas duas principais modalidades do Seguro Desemprego abaixo:


Seguro Desemprego para Trabalhadores Formais

Para ter direito a este seguro no caso de um trabalhador formal, é necessário:

  • Ser demitido sem justa causa;
  • Que você esteja desempregado no momento em que o pedido do seguro for feito;
  • Não possuir nenhuma fonte que constitua renda capaz de sustentar a família.

Ressaltado que a aderência a este seguro está totalmente vedada para qualquer pessoa que possua um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), por mas que a empresa representada por essa pessoa não esteja a operar.

Sem contar que neste caso concreto, também não há recebimento de nenhum benefício de previdência de prestação continua (com exceção do auxílio-acidente e da pensão por morte), ou seja, que possui CNPJ não pode receber a aposentadoria.

O período de trabalho também é requisito na hora de pedir o Seguro Desemprego. Para fazer o pedido a este seguro, você precisa ter trabalhado por um determinado período que depende da quantidade de vezes que você já pediu este benefício. A saber:

Para fazer o primeiro pedido do benefício é necessário:

  • Ter trabalhado 12 dos 18 meses antes da demissão;

Para o segundo pedido é necessário:

  • Trabalhar pelo menos 9 dos 12 meses antes da demissão;

Para fazer o terceiro em diante é necessário:

  • Ter trabalhado nos 6 meses antes da demissão.

Seguro Desemprego para Empregado Doméstico

Aqui também só terá direito de receber este seguro, o Empregada Doméstico dispensado sem justa causa, ou seja, de forma indireta e que enquadra-se nas seguintes exigências legais:

  • Contar com 15 meses, no mínimo, a exercer a profissão de empregado doméstico nos últimos 25 meses que vêm logo depois da demissão que levou o trabalhador a pedir o Seguro-desemprego;
  • Excetuado o auxilio-acidente e a pensão por morte, o trabalhador não pode estar a usufruir de nenhum outro benefício de carácter previdenciário com prestação continuada da previdência social;
  • Não ter nenhuma fonte de renda capaz de sustentar o trabalhador e a sua família.

Seguro Desemprego Empregado Doméstico

Se você possui o benefício do Seguro Desemprego, e deseja consultar o mesmo, existe diversas maneiras de Consulta Seguro Desemprego 2019. Fique atento a todas as informações do seu benefício.


Como requerer habilitação no Programa do Seguro Desemprego?

Para esse efeito, o empregado doméstico terá que comparecer numa das agências de atendimento ligadas ou autorizadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) com a sua CTPS, o TRCT, entre outros documentos.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Seguro Desemprego Web 2019

Seguro Desemprego 2019

O Seguro Desemprego Web 2019 é um benefício integrado ao trabalhador que foi dispensando de maneira involuntária das suas atividades funcionais. Portanto, para facilitar esse acesso foi criado pelo o Governo Federal o programa Emprega Brasil.

Hoje para que o trabalhador solicite a entrada no benefício do seguro desemprego 2019, ele precisa comparecer mediante o agendamento em um posto de atendimento do SINE, entregar toda a documentação e fazer preenchimento do formulário de solicitação.

Seguro Desemprego 2019
Seguro Desemprego 2019

Em geral o atendimento é bem rápido, em apenas uns 15 minutos. Depois de ir ao Sine, o beneficiário tem o prazo de 30 dias para o recebimento do seu benefício.


O que é Seguro Desemprego Web?

O seguro desemprego web é uma plataforma online que visa enviar o seu requerimento do seguro desemprego pela a internet.

Através do Seguro Desemprego Web 2019, você vai preencher todos os seus dados no conforto da sua casa.


Como Solicitar o Seguro Desemprego Web?

Primeiramente para que você tenha acesso ao seguro desemprego web a empresa deve estar cadastrada no programa. Com esse cadastro você tem duas opções de acesso, a primeira delas com certificado digital e a segunda sem certificado digital.

Confira o passo a passo seguir:

Como acessar o Seguro Desemprego Web 2019
Como acessar o Seguro Desemprego Web 2019

Com a liberação do procedimento através do empregador web o benefício é liberado bem mais rápido. Dessa forma, é possível ter 100% de segurança em realizar o procedimento.

Após a efetivação do seu preenchimento, seu formulário é avaliado pelo o Governo Federal. Em seguida, com todos os dados corretos a liberação do seu auxilio ocorre de maneira instantânea.


Valor do Seguro Desemprego 2019

O cálculo do valor do seguro desemprego considera a média dos 3 últimos salários do trabalhador antes da dispensa. Porém, em caso de Seguro Defeso, Empregador doméstico ou trabalhador resgatado, o valor será sempre  de 1 salário mínimo.

Valor do Seguro Desemprego 2019
Faixas de Salário Médio Valor da Parcela
Até R$ 1.480,25 Multiplica-se salário médio por 0,8 (80%)
De R$ 1.480,26 até R$ 2.467,33 O que exceder a 1.480,25 multiplica-se por 0,5 (50%) e soma-se a 1.184,20
Acima de R$ 2.467,33 O valor da parcela será de R$ 1.677,74 invariavelmente.

Para que o cálculo seja realizado, leva-se em consideração os 3 últimos salários do trabalhador.

O valor do seguro desemprego pode chegar de 1 salário mínimo até R$ 1.677,74. Porém, vale ressaltar que a menor parcela do seguro nunca poderá ser menor do que um salário mínimo nacional (R$ 1.002,00).


Agendamento Seguro Desemprego

Antigamente o requerimento do seguro desemprego era feito somente pela a Caixa Econômica Federal, mediante a apresentação de um papel. Mas, Graças ao Seguro Desemprego Desemprego Web 2019, hoje é possível fazer o requerimento do seguro desemprego de maneira online do conforto de sua residência. Confira como abaixo:

  • Primeiramente acesse o sistema de atendimento agendado http://saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam?conversationPropagation=none.
  • Ao entrar no portal informe o estado e o município que deseja realizar o agendamento, escolha a unidade que deseja ser atendido.
  • Preencha todos os dados pessoais solicitados, tais como CPF, RG.
  • Feito o preenchimento de todas as suas informações com sucesso clique em prosseguir.
  • Escolha o dia e local que quer comparecer e pronto!

Agora, basta comparecer com os seus documentos pessoais em mãos no dia e horário agendado.


Como sacar o Seguro Desemprego Web 2019

O saque do benefício deverá ser realizado diretamente em agências da Caixa, Lotéricas ou postos de atendimento Caixa Aqui.

Como sacar o Seguro Desemprego Web
Como sacar o Seguro Desemprego Web

Vale ressaltar que o saque deve ser feito pelo próprio segurado. Entretanto, será possível um terceiro realizar o saque do Seguro Desemprego WEB 2019 nos seguintes casos:

  • Em caso de falecimento do segurado – seus sucessores poderão sacar as parcelas pendentes. Após o falecimento, porém, automaticamente o benefício é cortado.
  • Em caso de moléstia grave, o segurado poderá indicar um procurador para realizar o saque, desde que prove sua condição.
  • Em caso de moléstia contagiosa, o segurado poderá indicar um procurador para realizar o saque, desde que prove sua condição.
  • Em caso de privação de liberdade, o segurado poderá um procurador para realizar o saque.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Como Funciona o Seguro Desemprego 2019

Como Funciona o Seguro Desemprego 2019

Na lista dos benefícios disponibilizados ao trabalhador brasileiro, o seguro desemprego 2019 constitui um dos mais importantes, pois por meio dele o beneficiário pode garantir o seu sustento enquanto estiver desemprego.

Então, não fique por fora dos principais aspectos deste benefício e saiba como funciona o seguro desemprego 2019 conferindo as próximas linhas de texto deste post.

Como Funciona o Seguro Desemprego 2019
Como Funciona o Seguro Desemprego 2019

Quem tem direito ao Seguro Desemprego 2019

Em geral, o Seguro Desemprego 2019 é um benefício garantido ao trabalhador com carteira assinada por via do recolhimento do Pasep ou do Pis que é realizado pelo empregador.

Além de observar esta recolha, o trabalhador também deverá observar outras condições para poder ter acesso ao seu auxílio-desemprego, sendo que ele deverá se enquadrar numa das seguintes categorias para acessar esse benefício:

  • Ser demitido sem justa causa;
  • Ser pescador em época de defeso (período em que os pescadores não devem exercer a sua atividade);
  • Ser trabalhador doméstico exercendo tal atividade em condições similares à dos escravos.
Quem tem direito ao Seguro Desemprego
Quem tem direito

Parcelas do Seguro Desemprego

A atribuição do seguro desemprego é feita seguindo vários critérios. Por isso o número de parcelas oferecidas a cada cidadão desempregado não é estático. Sendo assim, é necessário saber como realizar o cálculo seguro desemprego 2019 para determinar o número de parcelas em cada caso.

Para facilitar a vida de quem deseja requisitar o seu auxílio-desemprego, o MTE disponibiliza a tabela de cálculo a seguir. Ela define a quantidade de parcelas do seguro, de acordo com o número de solicitações e tempo de serviço.

Número da Solicitação Número de Parcelas Recebidas
1ª Solicitação Quatro Parcelas – apresentar um período de trabalho com carteira assinada de no mínimo 12 meses, e no máximo 24 meses, no período de referência.
Cinco Parcelas – apresentar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses, no período de referência.
2ª Solicitação Três Parcelas – apresentar um período de trabalho com carteira assinada de no mínimo 9 meses, e no máximo 11 meses, no período de referência.
Quatro Parcelas – comprovar vinculo empregatício por um período de no mínimo 12 meses, e no máximo 23 meses, no período de referência.
Cinco Parcelas – ter um tempo de trabalho formal de no mínimo 24 meses, no período de referência.
3ª Solicitação Três Parcelas – comprovar vinculo empregatício por um período mínimo de 6 meses, e no máximo 11 meses, no período de referência.
Quatro Parcelas – apresentar tempo de trabalho com carteira assinada de no mínimo 11 meses, e no máximo 23 meses, no período de referência.
Cinco Parcelas – ter trabalhado com carteira assinada por um período mínimo de 24 meses, no período de referência.


Valor do Seguro Desemprego 2019

Para ficar a par da quantia a ser entregue em cada uma das parcelas do Seguro desemprego, o trabalhador deve realizar um calculo bem simples. Sendo que de um modo generalizado, este valor dependerá do salário que era auferida por este antes da sua demissão sem justa causa.

Confira a fórmula que deve ser usada no calculo do valor do seguro desemprego 2019 dependendo da faixa de salário, já a seguir:

  • Para quem recebia até R$ 1.360,70: Multiplicar o salário médio por 0.80 (80%);
  • Para quem recebia de R$ 1.360,71 até R$ 2.268,05: Multiplicar o salário por 0.5 (50%) e somar o resultado a 1.0088,56;
  • Para quem recebia mais de R$ 2.268,05: a parcela será de R$ 1.542,24 sem variações.

Como Receber o Seguro Desemprego

O levantamento deste auxilio é antecedido pelo Agendamento Seguro Desemprego realizado pela internet. Este é um processo bem fácil de fazer e que permite ao beneficiário marcar uma hora e data exata para fazer a solicitação do seguro desemprego.

Lembrando que no dia de comparecer a unidade de atendimento para realizar a solicitação do benefício, o cidadão deve ter consigo alguns documentos requisitados nessa ocasião, que são os seguintes:

  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de Residência;
  • Carta de demissão e homologação;
  • Título de eleitor.

Em caso de aprovação da solicitação, o cidadão desempregado poderá optar por receber o valor do auxílio-desemprego:

  • Na sua conta corrente;
  • Poupança do CAIXA;
  • Ou sacando diretamente em um posto de atendimento da Caixa.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Empregador WEB 2019

Empregador WEB 2019

O advento da internet trouxe consigo várias vantagens, sendo que a informatização dos serviços públicos em forma de plataformas como o Empregador WEB 2019, representa uma dessas vantagens.

Criada para facilitar o cotidiano das empresas, esta plataforma online pode ser acessada por qualquer empregador.

Empregador WEB 2019
Empregador WEB 2019

O que é Empregador Web 2019

O Empregador Web é uma plataforma que permite o envio do seguro desemprego por meio da internet, precavendo deste modo o empregador de passar por uma longa fila no processo convencional para a execução desta atividade.

Por meio do Empregador Web a empresa pode até mesmo realizar o processamento de informações dos seus funcionários em lotes, sem haver necessidade de fazer a emissão de vários requerimentos.

Leia mais:

Benefícios do Empregador WEB Seguro Desemprego

O Empregador Web traz várias facilidades para o empregador, sendo que pelo simples fato deste meio usar a via online, ele já se mostra bem benéfico para a gestão do tempo do gestor da empresa.

Além de facilitar a vida do empregador, esta plataforma também dá mais rapidez ao processo que culmina na atribuição do seguro desemprego ao empregado, já que por esta ferramenta as informações do empregador e do empregado são transmitidas com mais facilidade e agilidade.

Como Cadastrar Gestor no Empregador Web 2019

Não existe nenhum segredo no processo que culmina no cadastro do gestor no empregador web, sendo que para seguir com o cadastro basta que o interessado tenha um computador conectado à internet e siga o passo a passo descrito, logo abaixo:

  • Primeiramente acesse o site do Empregador Web por este link – https://sd.mte.gov.br/sdweb/empregadorweb/index.jsf;
  • Com o site carregado, vá em “Acesso Direto” e selecione a opção “Cadastrar Gestor”;
  • Na próxima página informe todos os dados que forem solicitados (CNPJ ou CEI, nome da empresa, razão social, endereço, número de contato, nome do gestor, e-mail, CPF, etc.);
  • Passe o teste de segurança do site autenticando o captcha;
  • Por fim, clique em “Cadastrar”.

Vale salientar que para um bom uso do site, o MTE apresenta o Manual do Empregador WEB MTE, que conta com todos os pontos importantes que o gestor precisa saber para efetuar o seu cadastro e usar a plataforma – acesse o manual por este link.

Empregador WEB Com Certificado

Para proporcionar maior segurança a plataforma Empregador WEB, o MTE Seguro Desemprego exige que as empresas cujos gestores usam essa ferramenta, apresentem um certificado digital para aceder a algumas funcionalidades da mesma.

Usando o certificado digital, a empresa consegue fazer uma autenticação mais rápida e segura, garantindo que todas as informações que participam no recebimento ou envio de arquivos por meio do Empregador WEB 2019 não sejam extraviadas.

Certificado Empregador WEB
Certificado Empregador WEB

Telefone Empregador WEB 2019

Em caso de dúvidas relacionadas ao Empregador WEB, o interessado poderá usar a linha de atendimento do canal Alô Trabalho para sanar as suas inquietações por meio do número 158. Este meio de atendimento fica disponível das 7h até às 19h.

Além do canal Alô Trabalho, também é possível receber atendimento por via da Assessoria de Comunicação do MTE, o que pode ser feito pelos telefones: (61) 2031-6275 ou (61) 2031-6797.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Cálculo Seguro Desemprego 2019

Cálculo Seguro Desemprego

O seguro desemprego é um benefício que já ajudou milhões de trabalhadores que foram demitidos de uma empresa privada sem justa causa. O auxílio é uma forma de dar uma segurança financeira para o trabalhador, enquanto ele procura um emprego. Contudo, para ter acesso ao seguro desemprego 2019, o trabalhador precisa estar dentro de algumas regras estipuladas pelo governo federal, que é o que administra o benefício para os trabalhadores. Veja no decorrer do artigo como realizar o Cálculo Seguro Desemprego 2019, Quem tem Direito ao Benefício, entre outras informações.

O auxílio já existe há muitos anos e ajuda milhões de brasileiros, ainda mais com a instabilidade econômica em que vive o país. Saiba neste artigo como realizar o seu pedido de seguro desemprego, como funciona, dentre outras informações.

Cálculo Seguro Desemprego
Cálculo Seguro Desemprego

Cálculo Seguro Desemprego 2019

Cálculo Seguro DesempregoApós 2015, as regras do seguro desemprego sofreram algumas alterações. Isso porque muitas pessoas estavam trabalhando pouco para ficar sem trabalhar e ganhando o seguro desemprego.

Para acabar com essas injustiças e trazer mais equilíbrio para o mercado de trabalho, o governo federal resolveu mudar algumas regras, economizar para os cofres públicos sem prejudicar os trabalhadores brasileiros.

Cálculo Seguro Desemprego 2019
Cálculo Seguro Desemprego 2019

O cálculo para o seguro desemprego depende do salário do trabalhador. O cálculo é feito de acordo com os 3 últimos salários, a quantidade de meses trabalhados e quantos pedidos de seguro desemprego o trabalhador já fez.


Como realizar o cálculo Seguro Desemprego

  • Primeiramente o trabalhador precisa saber a média dos seus últimos 3 salários;
  • Para um salário de até R$ 1.450,23, multiplica-se o salário médio por 0,80 (80%);
  • De R$ 1.450,24 a R$ 2.417,29, o que passar de R$ 1.450,23 multiplica-se por 0,50 (50%) e soma-se o valor de R$ 1.160,18;
  • Quem ganha mais que R$ 2.417,29 vai receber parcelas de R$ 1.643,72;

Se estiver com dificuldades para calcular, entre no site http://www.calcule.net/calculos.trabalhistas/calculo.seguro.desemprego.a.php e calcule automaticamente o seu seguro desemprego.

Cálculo do Seguro Desemprego Online


Quem tem direito ao Seguro Desemprego 2019?

Quem direito ao seguro desempregoO seguro desemprego possui algumas regras e apenas os trabalhadores que se incluem nelas têm direito ao seguro desemprego. O trabalhador precisa:

  • Ter sido dispensado sem justa causa;
  • Estar desempregado quando requerer o benefício;
  • Não ter nenhuma renda que possa dar sustento a sua família;
  • Não estar recebendo nenhum outro benefício da Previdência Social, exceto se for o auxílio-acidente ou pensão por morte.

Regras e quantidades de parcelas Seguro Desemprego

Após as mudanças nas regras feitas pelo governo federal após 2015, a quantidade de parcelas do Seguro Desemprego 2019 e exigências também mudaram.

  • Para o primeiro pedido do seguro desemprego 2019 o trabalhador tem que ter trabalhado 18 meses para receber 4 parcelas. Para receber 5 parcelas ele terá que ter trabalhado 24 meses.
  • Para a segunda vez que ele for fazer o pedido, ele terá que ter trabalhado por no mínimo 9 meses para receber 3 parcelas, 12 meses para receber 4 parcelas e 24 meses para receber 5 parcelas.
  • No terceiro pedido ele deverá ter trabalhado por no mínimo 6 meses para 3 parcelas, 12 meses para 4 parcelas e 24 meses para receber 5 parcelas. Esse trabalho deverá ter vínculo empregatício (carteira assinada) com uma pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada.

 

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Empregada Doméstica Tem Direito ao Seguro Desemprego 2019? Saiba Aqui!

Empregada Doméstica tem Direito ao Seguro Desemprego 2019

Empregada Doméstica tem Direito ao Seguro Desemprego – Com certeza todo trabalhador doméstico que tenha ouvido falar deste benefício já se perguntou se a empregada doméstica tem direito ao Seguro Desemprego 2019 ou não, pois por conta da grande concorrência nesse setor, são muito frequentes os casos de demissões inesperadas.

Sendo este auxílio-desemprego um benefício muito importante para o trabalhador desempregado, já que ajuda-o a sustentar a si e a sua família, todo trabalhador, não só o doméstico, deve procurar saber se tem direito de o receber ou não.

Empregada Doméstica tem Direito ao Seguro Desemprego 2019
Empregada Doméstica tem Direito ao Seguro Desemprego 2019

Confira se o empregado doméstico tem direito a seguro desemprego ou não, já a seguir:


Empregada Doméstica Tem Direito a Seguro Desemprego?

Anos atrás, antes de existir a resolução n° 754, de 16 de agosto de 2015, o trabalhador doméstico não tinha direito a este benefício, aliás antes disso muitos dos direitos que hoje pertencem ao trabalhador dessa classe ainda não existiam.

Então, foi justamente a partir da resolução n° 754, que a CODEFAT – órgão responsável por defender o trabalhador e seus direitos – regulamentou os procedimentos para habilitação e concessão do seguro desemprego 2019 para o trabalhador doméstico.


Qual trabalhador doméstico pode receber esse benefício?

Quem direito ao seguro desempregoAntes de mais nada o trabalhador deve ser despedido sem justa causa, e seguir outras exigências tangentes na lei que regulamenta o seguro desemprego pra essa classe trabalhista.

Tem direito ao seguro desemprego, o trabalhador doméstico que:

  • Contar com pelo menos 15 meses trabalhado como empregado doméstico nos últimos 24 meses que vêm logo depois do dia da dispensa;
  • Não tem nenhuma fonte de renda auxiliar que seja capaz de sustentar a si e sua família;
  • Excetuado o auxílio-acidente e pensão por morte, não está a se beneficiar de nenhum benefício previdenciário de prestação contínua da previdência social.

Valor do Seguro Desemprego Empregada Doméstica

valor do seguro desempregoDiferentemente do trabalhador formal, que recebe este benefício de acordo com os seus 3 últimos salários, o valor do seguro desemprego para o Empregado Doméstico é acertado consoante o salário mínimo vigente, ou seja, o trabalhador doméstico tem direito a apenas um salário mínimo.

Confira já a seguir algumas regras do seguro desemprego que você deve ter em conta e seguir:

  • O Seguro desemprego é concedido ao trabalhador durante um período máximo de 3 meses, podendo ser de forma alternada ou contínua;
  • Caso o empregado doméstico consiga emprego enquanto ainda está a receber este auxílio-desemprego, ele deve avisar que já está trabalhando para que o benefício seja anulado, pois caso não avise, punições podem ser aplicadas;
  • Para requerer novamente este benefício, o trabalhador doméstico deve ter sido demitido novamente num prazo de 120 dias.

Como Solicitar o Seguro Desemprego Emprega Doméstica

A solicitação deste benefício para os empregados domésticos é bem simples, pois ao contrário do que ocorre no seguro desemprego trabalhador formal, aqui não há necessidade de fazer agendamento Seguro Desemprego.

Tudo que o trabalhador doméstico tem de fazer é:

  • Dirigir-se a um posto do SINE ou a uma das unidades de atendimento do Ministério do trabalho.
  • Lembrando que é preciso estar dentro do prazo de 120 dias estabelecido para o efeito, a contar a partir do dia da demissão.

Saiba como funciona o agendamento pelo seguro desemprego online, no site do Ministério do Trabalho.


Documento Necessários para fazer a solicitação

Para dar entrada no seguro desemprego sendo trabalhador doméstico, são necessários alguns documentos. São eles:

  • Carteira de trabalho e Previdência Social – CTPS;
  • Um documento comprovando (declaração) que o trabalhador não está a se beneficiar de nenhum benefício de prestação contínua, expecto auxilio-acidente e pensão por morte;
  • Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho – TRCT;
  • Declaração de que o trabalhador não conta com nenhuma fonte de renda capaz de sustentar a si e sua família.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

MTE Seguro Desemprego 2019

Saldo Seguro Desemprego 2019

MTE Seguro Desemprego 2019 – O seguro desemprego é considerado uma grande conquista dos brasileiros. O benefício serve para ajudar o trabalhador que foi demitido sem justa causa e que precisa de uma renda até encontrar um novo emprego.

O seguro desemprego 2019 normalmente paga de 3 a 5 parcelas, uma por mês, para o trabalhador que acabou de ficar desempregado. É uma forma de sustento temporário, recebendo normalmente o mesmo salário que recebia antes no emprego para que o trabalhador se planeje e sustente a sua família enquanto procura um novo trabalho.

MTE Seguro Desemprego 2019
MTE Seguro Desemprego 2019

Continue lendo o nosso artigo e saiba se você tem direito a receber o seguro desemprego ou não, como funciona e como é o processo para pedir o benefício. Tire todas as suas dúvidas aqui!


Requerimento

Se você quer requerer o seu seguro desemprego, saiba que é preciso fazer o agendamento antes pela internet. E para fazer isso é muito fácil, veja:

  • Entre no site oficial para preencher o requerimento de agendamento do seguro desemprego;
  • Preencha todos os dados exigidos;
  • Vá até a agência do Ministério do Trabalho, leve o requerimento de agendamento e seus documentos pessoais.


Agendamento MTE Seguro Desemprego

Veja aqui como é simples fazer o seu agendamento do seguro desemprego e ter o seu benefício por alguns meses para ajudar você enquanto não consegue um outro emprego:

  • Entre no site oficial do Ministério do Trabalho;
  • Procurar o seu Estado e clicar em “agendar atendimento”;
  • Preencha sua cidade;
  • Informe seus dados pessoais como CPF, data de nascimento, telefone e outros dados necessários;
  • Após esse procedimento, escolha o melhor dia e hora para você comparecer a regional do Ministério do Trabalho da sua região.

Como Consultar o Seguro Desemprego 2019 pela Internet

Saiba que você pode consultar o seu seguro desemprego 2019, número de parcelas, dentre outras informações pelo site oficial da Caixa Econômica Federal, veja:

  • Ao acessar o site, procure a opção “benefícios e programas”;
  • Depois clique em “trabalhador” e logo em seguida “seguro desemprego”;
  • Logo depois você escolhe a opção “consultar pagamento”;
  • Uma outra página irá se abrir para que você digite o número do seu PIS e senha de acesso;
  • Se for o seu primeiro acesso, só clicar em “cadastro rápido” e fazer o seu cadastro.
Consulta Saldo MTE Seguro Desemprego
Consulta Saldo MTE Seguro Desemprego

 

A partir daí você terá todas as informações sobre o seu seguro desemprego, data de pagamento, número de parcelas etc.

Você também pode saber essas informações pela central de atendimento da Caixa no telefone 0800 726 0207 e informar alguns dados pessoais, como CPF, identidade e o número do seu NIS (PIS/PASEP).


Número de Parcelas MTE Seguro Desemprego 2019

O número de parcelas do seguro Desemprego 2019 vai depender do tempo de serviço e do número de solicitações do benefício. Confira abaixo como saber as parcelas que você tem direito.

  • Se é a primeira vez que você está pedindo o seguro desemprego, você deverá ter trabalhado por no mínimo 18 meses e receberá 4 parcelas, ou seja, 4 meses.
  • Na segunda vez, o trabalhador pode ter trabalhado por 12 meses, e vai receber 4 parcelas também.
  • A terceira vez o empregado pode solicitar – caso seja demitido sem justa causa – o seguro desemprego após 6 meses de trabalho, recebendo 4 meses de seguro.
  • Caso o trabalhador tenha trabalhado 24 meses no segundo pedido de seguro desemprego, ele pode receber 5 parcelas do benefício. A mesma coisa acontece no terceiro pedido.
Número de Parcelas do Seguro Desemprego
Número de Parcelas do Seguro Desemprego
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Seguro Desemprego Parcelas 2019

Seguro Desemprego Parcelas 2019

Seguro Desemprego Parcelas 2019 – O Auxílio Desemprego é um dos benefícios sociais fornecidos ao trabalhador brasileiro que mais ajuda quando este é demitido, por isso é fundamental saber como o Seguro Desemprego Parcelas 2019 funciona, pois é por meio dessas parcelas que esse benefício é entregue.

Para te ajudar a entender melhor como este seguro funciona, preparamos este post que irá deixar-te por dentro de quem tem direito a ele, quantas parcelas receber e como calcular o seguro desemprego.

Seguro Desemprego Parcelas 2019
Seguro Desemprego Parcelas 2019

Quem tem direito ao Seguro Desemprego 2019?

Quem direito ao seguro desempregoEm geral, o seguro desemprego pode ser requisitado por qualquer pessoa que seja demitida sem justa causa. Sendo que além dessa exigência, é necessário que o trabalhador também esteja enquadrado numa das 5 modalidades que este benefício abarca. São elas:

  • Seguro Desemprego Trabalhador Formal – Representado a modalidade deste benefício mais conhecida e usada, este seguro pode ser acionado por trabalhadores rurais e urbanos que tem carteirinha assinada, e que foram despedidos sem justa causa, bastando que o funcionário tenha trabalhado por 12 meses, nos últimos 18 meses;
  • Seguro Desemprego Pescador Artesanal – no ramo do Artesanato, este benefício ajuda bastante o pescador quando chega o defeso (época em que os pescadores não devem exercer as suas atividades para permitir a reprodução dos peixes). Para Receber o seguro aqui, o pescador deve provar que está desempenhando a atividade pesqueira e que não conta com outra fonte de renda.
  • Seguro Desemprego Trabalhador Resgatado – Infelizmente ainda existem cidadãos brasileiros que trabalham em condições semelhantes às da época de escravidão. Para esse tipo de cidadão, é fornecida uma renda temporária até que este consiga ingressar no mercado de trabalho formal.
  • Seguro Desemprego Empregado Doméstico – nesta modalidade, o seguro é fornecido ao empregado doméstico despedido sem justa causa, e que já conte com pelo menos 15 meses de contribuição ao INSS.
  • Seguro Desemprego Bolsa de Qualificação Profissional – tendo sido implementada recentemente, esta modalidade possibilita com que o patrão suspenda o contrato de trabalho do trabalhador, para que ele faça um curso de qualificação profissional correspondente a sua função, com os gastos arcados pela empresa.

Seguro Desemprego Parcelas 2019 – Quantas parcelas tenho direito

A quantidade de parcelas que você deve receber no Seguro Desemprego 2019 depende do tempo trabalhado. Sendo que de um modo geral as parcelas são atribuídas da seguinte forma:

Primeiro pedido do Seguro Desemprego:

Na primeira solicitação o trabalhador pode receber 4 ou 5 parcelas, sendo que recebe 4 parcelas o trabalhador que tenha trabalhado no mínimo 18 e máximo de 24 meses.

Agora, as 5 parcelas são concedidas a quem conta com um mínimo de 24 meses de trabalho.

Segundo Pedido do Seguro Desemprego:

As parcelas variam de 3 a 5, onde quem trabalhou um mínimo de 9 e máximo de 11 meses recebe 3 parcelas. Já quem contabiliza no mínimo 12 e máximo de 23 meses de trabalho, tem direito a 4 parcelas.

Por fim, são atribuídas 5 parcelas do seguro desemprego ao trabalhador que conta com o mínimo de 24 meses de trabalho.

A partir do Terceiro Pedido do Seguro Desemprego em diante:

Da terceira solicitação em diante, o trabalhado passa a receber de 3 a 5 parcelas. São oferecidas 3 parcelas ao empregado dispensado sem justa causa que tenha trabalhado por 9 a 11 meses no máximo.

Agora, trabalhadores que contam com um mínimo de 12 e máximo de 23 meses de trabalho recebem quatro parcelas. Já quem acumulou no mínimo 24 meses de trabalho, tem direito a 5 parcelas do benefício.

Cálculo Seguro Desemprego 2019
Cálculo Seguro Desemprego 2019

Como calcular o valor do Seguro Desemprego Parcelas 2019

Como Calcular o Valor do Seguro Desemprego ParcelasAntes de mais nada é preciso levar em conta que, o valor que você vai receber em cada parcela do seu seguro desemprego depende do valor dos seus três últimos salários, os quais são somados e depois divididos por 3 para formar uma média.

Salientado que essa média ainda não é o valor que você receberá, mas sim, um valor que é apenas tido como base no cálculo da parcela. O cálculo final deve ser feito segundo a Tabela do Seguro Desemprego que veremos já a seguir.

Veja também como funciona:


Tabela do Seguro Desemprego 2019

Veja abaixo como funciona o cálculo das parcelas do Seguro Desemprego 2019, de acordo com cada faixa salaria:

Faixas de Salário Médio Valor da Parcela
Menor que R$ 1.360,70 Salário médio x 0,8
Entre R$ 1.360,71 e R$ 2.268,05 R$ 1.088,56 + (o que excede R$ 1.360,70 x 0,5)
Maior que R$ 2.268,05 R$ 1.542,24
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Agendamento INSS 2019

O Agendamento do INSS 2019 é o procedimento criado pela Previdência Social para evitar filas e espera em atendimentos nos postos da Previdência Social por todo o país. O Agendamento INSS 2019 pode ser realizado tanto pelo o telefone quanto pela a internet, sem precisar sair de casa. Dessa forma, o segurado não precisa passar intensos períodos em filas para realizar a consulta, para realizar o agendamento basta ter papel e caneta em mãos.

Além disso, tenha em mãos também o número do seu CPF e RG, mais o número do seu benefício, PIS/PASEP ou NIS. Após a solicitação de requisição é importante sempre acompanhar como anda o seu pedido, se o mesmo foi indeferido ou não.

Agendamento INSS
Agendamento INSS

Se você está buscando fazer o agendamento do Seguro Desemprego, será necessário fazer o agendamento ela página do Ministério do Trabalho e Emprego.


Como Funciona o Agendamento INSS?

O agendamento é feito das seguintes formas, veja a seguir:

O primeiro passo para realizar o agendamento INSS pela a internet é acessar: https://requerimento.inss.gov.br/pages/agendamento/selecionarServico.xhtml.

Selecione o serviço desejado, em seguida informe o código verificador que aparece na tela e clique em avançar.

Após isso, você precisa informar todos os dados solicitados, na tela seguinte informe a unidade que deseja atendimento, clique em prosseguir, confirme o seu requerimento, e pronto, já aparecerá o seu comprovante de requerimento.

Escolha a unidade de atendimento mais próxima a você, caso tenha algum imprevisto que impossibilite de comparecer, realize um reagendamento da sua perícia.

Veja Também: Clique aqui e saiba mais sobre o seguro desemprego 2019.


O que posso agendar?

O agendamento do INSS disponibiliza os seguintes serviços:

  • Pedido de prorrogação do auxílio doença;
  • Auxílio doença;
  • Pedido de reconsideração do auxílio doença;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio maternidade;
  • Benefícios assistenciais;
  • Solicitação de certidão por tempo de contribuição;
  • Solicitação de aposentadoria.

A solicitação do agendamento através do número 135, haverá um custo de uma ligação local. É importante verificar todos os documentos necessários antes do dia do atendimento, para que não seja necessário voltar ao INSS após o primeiro agendamento.

Saiba como fazer a consulta do Seguro desemprego, e não perca a oportunidade de receber o benefício concedido ao trabalhador.


Agendamento INSS 2019 – Online

Antes de iniciar o agendamento INSS, é importante verificar se você realmente tem direito ao benefício que deseja receber. Se você estiver seguro que se enquadra nos requisitos para receber benefício social, siga as instruções indicadas abaixo:

  • Acesse o Portal da Previdência, clicando nesse link;
  • Clique no link “Agendamento”;
  • Clique no botão “Agendar” – Se o agendamento INSS que você busca for para solicitar o “salário Maternidade”, clique no link indicado na parte inferior da mensagem da página da Previdência;
  • Selecione o serviço para o qual deseja marcar um horário;
  • Leia as informações sobre o benefício, que incluem os documentos necessários para fazer a solicitação, e digite os caracteres de confirmação;
  • Digite suas informações de contato (nome, data de nascimento, CPF, telefone e e-mail;
  • Se necessário, envie em anexo a documentação necessária para análise do seu pedido;
  • Na página seguinte escolha cidade, endereço e agência que deseja atendimento;
  • Na página seguinte informe os dados solicitados, tenha atenção no preenchimento das informações referente ao seu requerimento, em seguida clique avançar.
  • Depois de informar os dados, agora chegou a hora de escolher a data e horário do seu atendimento, será possível imprimir o seu agendamento para que tenha o documento em mãos

Não se esqueça de conferir os documentos necessários para levar no dia do atendimento.

Agendamento INSS Online
Agendamento INSS Online

Atenção: para fazer o agendamento do seguro desemprego, o trabalhador precisa acessar a página do SAA.MTE.GOV.BR.


Agendamento INSS por Telefone

Você também pode agendar a sua perícia através da central de atendimento através do número 135, a ligação tem o custo de uma chamada local, caso não tenha conhecimento de como realizar o atendimento online, basta efetuar uma ligação.

Para que o seu atendimento seja rápido é preciso ter em mãos todos os seus documentos, tais como RG, número do seu requerimento, e o seu CPF. Com todos os documentos em mãos, basta informar à atendente o atendimento que deseja agendar e pronto!


Consulta agendamento INSS

Além de agendar o atendimento pelo INSS, o segurado pela previdência também poderá consultar o andamento e a análise de seu benefício pela internet, ou pelo telefone. Mas é importante ficar atento para a terminologia usado pela página da previdência:

  • Pedido Deferido – Significa que seu pedido foi aceito pela Previdência. Isso significa que dentro de alguns dias, você receberá a carta de concessão, que deverá ser apresentada no banco para iniciar o recebimento do benefício.
  • Pedido Indeferido – Significa que o seu pedido não foi aceito pela Previdência Social, e você não receberá seu benefício. Caso esteja seguro de que tem direito ao benefício, deverá procurar um advogado para ingressar com recurso ou ação judicial para garantir que seu benefício seja concedido;
  • Pedido habilitado – Significa que seu pedido ainda se encontra em análise. O prazo para análise de cada pedido é de até 30 dias, podendo ser estendido, dependendo do caso.

Lembre-se: Caso você não possa comparecer no dia agendado, é fundamental ligar para o número 135 e solicitar o reagendamento de sua consulta.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Como Dar Entrada no Seguro Desemprego 2019

Como dar Entrada no Seguro Desemprego 2019

O trabalhador despedido sem justa causa conta com muitos benefícios, e dentre eles encontra-se um dos mais populares e benéficos, o seguro desemprego. Veja como dar entrada no Seguro Desemprego ao longo do artigo.

Portanto, é mais do que necessário que todo trabalhador recém-desempregado saiba como dar entrada no seguro desemprego e qual é o prazo para fazer a sua solicitação, pois as parcelas de dinheiro oferecidas neste auxílio desemprego podem ajudar bastante nesse momento.

Como dar Entrada no Seguro Desemprego 2019
Como dar Entrada no Seguro Desemprego 2019

Saiba mais sobre o seguro desemprego:


Prazo para dar Entrada no Seguro Desemprego

Não é em qualquer momento que você pode dar entrada a este benefício, existe um prazo que deve ser seguido para que seja possível receber esse auxílio desemprego.

Normalmente o tempo fornecido aos trabalhadores formais despedidos para fazer o seu pedido vai de 7 a 120 dias, começando a contagem a partir da data da demissão.

Já para o empregado doméstico, o período disponível para que seja feita a solicitação ao seguro é de 7 a 90 dias, contabilizado desde o dia em que o trabalhador foi demitido.


Como dar Entrada no Seguro Desemprego

Estando dentro do prazo permitido para fazer essa solicitação e cumprido com todos os requisitos para receber o seguro desemprego, você pode dar entrada a este seguro seguindo os seguintes passos:

1º PASSO – Faça o agendamento

Antes de mais nada, o trabalhador deve fazer o agendamento do Seguro Desemprego 2019 por um dos canais disponíveis para conhecer a data, hora e local em que deve comparecer para finalizar a solicitação do benefício.

Sendo que é possível fazer o agendamento indo direto em Superintendências regionais do trabalho e emprego, gerências regionais do Trabalho ou em Postos de Trabalho e Previdência Social.

Também é possível fazer o agendamento pelo Telefone, concretamente pelo canal telefónico Central Alô Trabalho do Ministério do Trabalho e Previdência Social, ligando para o número 158.

Atenção: Há casos em que o agendamento não é necessário, quem dirige-se diretamente a uma agência da Caixa Econômica Federal ou SINE para dar entrada no seguro desemprego por exemplo, não precisa passar pelo agendamento.

2º PASSO – Prepare os documentos necessários

Com a data e o local informado no agendamento, você deverá começar a se preparar para comparecer na agência de atendimento, e pra evitar complicações no local, vale a pena preparar de antemão todos os documento necessários para dar entrada no seguro desemprego.

Sendo que é importante levar os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação;
  • CPF;
  • Carteira de Trabalho;
  • Comprovante de residência;
  • Documento de Identificação do PIS/PASEP;
  • Requerimento do seguro (deve ser entregue pelo empregador no ato de demissão);
  • Extrato FGTS ou documento que comprove os depósitos, Termo de rescisão do contrato de trabalho ou termo de quitação;
  • Documento que comprove nível de escolaridade;
  • 3 Últimos contra cheques recebidos pelo trabalhador alguns meses antecedentes a demissão.

3º PASSO – Chegado o dia indicado, dirija-se a agência de atendimento

Se você realizou o agendamento, esse local já foi-lhe informando, mas caso não tenhas passado por essa etapa, dirija-se a uma das agências que permite dar entrada no seguro desemprego 2019 sem precisar de agendamento.

Como já foi mencionado num dos tópicos anteriores, esses locais são:

  • Superintendências regionais do trabalho e emprego;
  • Sistema Nacional de Emprego (SNE);
  • Agências da Caixa Económica Federal;
  • Unidades que tem parceria com o Ministério do Trabalho e Previdência Social.


Como dar Entrada no Seguro Desemprego pela Internet

A alguns anos atrás, dar entrada no processo de solicitação do seguro desemprego era uma verdadeira frustração por conta da necessidade de ir a uma das agências credenciadas par o efeito.

Como consequência disso as agências ficavam bem lotadas, o que tornava a solicitação deste auxílio desemprego num processo bem cansativo.

Mas com a entrada da plataforma do seguro desemprego online em Abril de 2015, toda essa situação foi minimizada, já que a partir dela é possível realizar o agendamento e ir a agência somente para finalizar a solicitação do benefício.

Seguro Desemprego

Veja o passo a passo de como você pode dar entrada no seguro desemprego pela internet, já a seguir:

  • Primeiro faça o agendamento do seguro desemprego online;
  • No agendamento você será informado a data, hora e local em que deves comparecer para finalizar a solicitação do seguro desemprego;
  • Arrume todos os documentos necessários (já indicados no tópico anterior) e compareça no local indicado quando chegar a hora.

Viu como poupa tempo o seguro desemprego online. Com ele você no vai precisar de ficar na agência por muito tempo respondendo a um monte de perguntas. Praticamente metade do caminho para dar entrada neste seguro, você já terá feito.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...